Estéticas das Periferias 2013

Por Larissa Silva

Vem aí o Estéticas das Periferias 2013, em sua terceira edição o encontro (antes seminário) tem seu formato ampliado e com maior abrangência nas periferias da capital.

Estéticas das Periferias

O debate acontecerá em diversas rodas de conversas espalhadas pela cidade, incluindo programações culturais, shows, exposições, saraus, teatros e literatura. O hip hop tem um papel importante no encontro, fortalecendo o debate sobre a arte nas margens da cidade e a distância, não só física, mas também  social, que existe entre a periferia e o centro. Como diz os Racionais MC’s: “Só quem é de lá sabe o que acontece”.

O encontro tem a intenção de mostrar e discutir a arte que é produzida às margens do centro da cidade. Idealizado pelo Ação Educativa e com curadoria coletiva, essa edição terá como foco os processos criativos, o percurso imaginativo que dá sentido às obras de arte produzidas nas quebradas. A programação será orientada por quatro eixos principais: culturas negras, direito à cidade, produção e difusão cultural e cultura de paz.

É importante pensarmos no valor social e cultural que desse encontro. Enquanto as principais produções culturais se destacam no centro da capital, o Estéticas das Periferias leva um circuito cultural por toda cidade de São Paulo, alcançando as regiões marginalizadas e colocando em evidência a arte que é produzida por artistas independentes — que não estão sob o olhar da grande mídia.

Para Leonardo Escobar, do Ministério do Samba, que está presente pelo segundo ano consecutivo no encontro, “o Estéticas das Periferias é um momento de resistência, valorização e exaltação da arte feita nas periferias, pois põe em debate os temas mais relevantes, sobretudo para a cultura periférica. Esse ano, a construção coletiva do encontro envolveu os artistas, produtores e representantes dos espaços em um movimento de muita participação e solidariedade”.

Com mais de 150 atrações culturais, o evento tem abertura dia 27 de agosto no Auditório do Ibirapuera, com o espetáculo Orfeu Mestiço, Uma Hip Hópera Brasileira – Núcleo Bartolomeu de Depoimento, com referências de danças populares e da dança de rua, sob o comando da coreógrafa Lua Gabanini e cenografia de Daniela Thomas, participação especial de Jair Rodrigues, Kiko Dinucci, Juçara Marçal, Clarianas e Bloco Afro Ilú Obá De Min. E o encerramento será dia 01 de setembro com o show do Ministério do Samba, Dos Tambores ao Toca Discos – Erry-G e Osvaldinho da Cuíca no Parque Belém.

Confira a programação no site do evento: www.esteticasdaperiferia.org.br/2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s